Momentos

Posted by Gustavo P. da Silva on 06:38

Quantos momentos?

Quantas brigas?
Quanto desespero?
Muitas vezes nos amamos e eternizamos
momentos em apenas um olhar.
Tantas vezes discutimos, nos odiamos
por nos amarmos, mas sempre em oração 
para tudo aquilo passar logo e, assim como o 
nascer do sol, nossos sorrisos voltassem
a se encontrar.
Muitos foram o desespero pela saudade,
pela distância, pela impotência, pelo
sol que nunca nasce e pela lua que não brilha.
Tudo foi mágico, tudo foi único,
tudo se resume em AMOR,
em vontade de AMAR mais,
em vontade de abraçar e nunca mais soltar.
Gustavo P. da Silva