Amor, Com Amor!

Posted by Gustavo P. da Silva on 21:17
AhhH o amor!
Eu sei bem o que é o amor!

Amar é querer estar perto,

É querer abraçar e nunca mais soltar;
Amar é tornar um simples olhar em um espetáculo de luzes
cintilantes e dançantes,
é fazer do sorriso um universo de possibilidades.

Amar é querer o bem!
É procurar fazer o outro feliz para, só assim, se sentir além
das fronteiras da mais sublime alegria.

Mas amar também é despedida,
amar é distância em loucas circunstâncias;

E Hoje eu só quero uma coisa:
Ouvir, o que parece não ser necessário ser dito,
Quero dizer em ações o que ainda não fui capaz de resumir em palavras!

Porque Tudo isto?!
Simples. Entendi que mais do que amar alguém,
é preciso aprender  a preservar o amor.
Gleiciane Soares

Viva um dia após o outro

Posted by Gustavo P. da Silva on 21:51

Viva um dia após o outro, 
não olho pare o passado, ou para o futuro distante.
A vida está passando bem debaixo de seus olhos fechados.
Segue algumas dicas para não deixar a vida ir embora sem vc:


Não pense em ser o melhor, apenas seja.
Não imite os outros, tenha personalidade
para dizer sim e não.
Não seja simplesmente mais um, seja único.
Não tenha medo de se entregar, se não der certo,
pelo menos você aprendeu o que não fazer da próxima.
Nem sempre seja destemido,
ser covarde de vez em quando pode salvar sua vida.
Não seja duro com as pessoas que ama,
a não ser que elas mereçam,
mas lembre: não fale o que vc não gostaria de ouvir.
E para encerrarmos,
lembre-se de ser sincero para com teus próximos
sejam estes inimigos ou amigos 
e, mais importante, 
seja sempre sincero para consigo mesmo.

Gustavo P. da Silva

Estou de Volta

Posted by Gustavo P. da Silva on 20:55
Nossa, já fazem quase dois anos que não escrevo nada neste blog.
Estava com Saudade de escrever para vocês que leem ou já leram meu blog.
Nestes 2 anos estive me reciclando e amadurecendo mais para a vida, tenho muitas coisas a falar, temas polêmicos e os que eu mais gosto de escrever:
sobre apenas viver! =)

Bem vindo a você que é novo aqui, e olá aos antigos amigos!
Vamos triplicar o número de membros desta vez ein, assim eu espero néh srsrsrsr

Tenham um ótimo final de semana.

Gustavo P. da Silva

Talvez, apenas talvez

Posted by Gustavo P. da Silva on 10:05
E no fundo, talvez nunca deixei de ser criança,
que brinca de imaginar e sonha em sonhar.
Talvez, apenas talvez, a criança nunca deixou
de existir, só  foi escondida no fundo mais escuro da alma,
para que o EU se tornasse em todos e se encaixasse na "linha do tempo da vida" : crescer e prosperar acima de tudo e de todos.
Talvez a criança nunca desapareceu,
apenas se escondeu DO escuro!

Gustavo P. da Silva

Noite de Ano Novo

Posted by Gustavo P. da Silva on 07:55

Todos os anos a mesma coisa,
tantos desejos, tantos sonhos.
Todos dizem que irão mudar de vida,
mas o mundo sempre continua o mesmo
e o que era pra se tornar melhor
piora a cada ano.
Se me perguntares o que desejo para o próximo ano talvez poderei te responder muitas coisas,
mas o meu maior desejo é de que dias melhores venham.
Não quero um dia como a noite de ano novo,
cheio de fantasias e sonhos jogados ao ar,
eu quero que seja real tudo que sonhei,
eu simplesmente quero dias melhores.
Gustavo P. da Silva

Chuva - Doze de Março

Posted by Gustavo P. da Silva on 20:18
Chuva, Fenômeno interessante!
Como ela pode aproximar tanto as pessoas?
Antes tudo não passava de sonhos 
e palavrinhas de saudades,
mas naquele dia foi diferente.
Dia 12 de Março de 2011, depois de
muitos olhares vergonhosos e carinhos discretos
a chuva caí e, debaixo de um guarda-chuvas
apenas, pude sentir pela primeira vez teu corpo;
meu coração disparou, meu cérebro congelou
e, naquele momento, tive a certeza que era com ela que queria
passar o resto da minha vida.
Gustavo P. da Silva

Momentos

Posted by Gustavo P. da Silva on 06:38
Quantos momentos?
Quantas brigas?
Quanto desespero?
Muitas vezes nos amamos e eternizamos
momentos em apenas um olhar.
Tantas vezes discutimos, nos odiamos
por nos amarmos, mas sempre em oração 
para tudo aquilo passar logo e, assim como o 
nascer do sol, nossos sorrisos voltassem
a se encontrar.
Muitos foram o desespero pela saudade,
pela distância, pela impotência, pelo
sol que nunca nasce e pela lua que não brilha.
Tudo foi mágico, tudo foi único,
tudo se resume em AMOR,
em vontade de AMAR mais,
em vontade de abraçar e nunca mais soltar.
Gustavo P. da Silva

Tentando Entender (Vídeo)

Posted by Gustavo P. da Silva on 07:36
Todos os dias tento entender esse sentimento que não pára de crescer em meu coração, mas tentando entende-lo descobri que é melhor ainda vive-lo!
Gustavo P. da Silva

Liberdade

Posted by Gustavo P. da Silva on 07:12
Quero ser livre para pensar e decidir.
Quero ser livre para agir e para sorrir;
para decidir o meu futuro; viver o meu 
presente e brincar do meu passado!
Assim como as folhas voam pelo vento,
assim como os pássaros cortam
o azul do céu.
Não nasci para a prisão,
mas sim para a liberdade.
Liberdade é agir, Liberdade é fazer.
Mas o mais bonito da liberdade
é o ato de se fazer livre!
Gustavo P. da Silva

Fotografia

Posted by Gustavo P. da Silva on 06:44
Olho para nossas fotos e só vejo sorrisos,
e de uma foto a outra as recordações começam 
ganhar vida em minha mente:
Quantos momentos, quantos sorrisos,
quantas alegrias! Tudo Perfeito!
Porque a vida não pode ser como fotografias?
Porque há tanta tristeza de um dia ao outro?
Não importa...
Só quero viver belas fotografias,
fazer história todos os dias,
só quero mesmo é ser feliz com você.
Gustavo P. da Silva

Vida

Posted by Gustavo P. da Silva on 20:02

Porque tudo na vida é um mistério?
Porque não conseguimos entender 
todo os motivos?
E porque temos de lutar tanto 
para nada alcançar?
Eu não tenho nenhuma destas respostas,
APENAS VIVO... Nem sempre com um olhar
positivo das coisas... 
Mas continuo a viver,e por mais 
que a esperança tente fugir de 
minhas mão, eu ainda creio que terei um
final feliz, ou seja, o início de uma
nova éra irá acontecer.
Gustavo P. da Silva

Chuva e Chocolate-quente

Posted by Gustavo P. da Silva on 20:35
Gotas que caem do céu,
gotas que lavam a terra
gotas que me arrebatam para um lugar imaginário;
onde sentado na varanda ouço o bule assobiar,
é o chocolate-quente que está a ferventar.
Escuto passos em minha direção, passos leves
e seguros que desaparecem ao ranger da porta;
e como mágica surge uma mão entregando-me uma xícara e,
num segundo tenho meus lábios beijados.
Foi tudo tão rápido que não vi seu rosto.
"Quem foi está moça abusada que interrompe
meu silêncio e ainda me beija?"
Um gole após o outro e a resposta surge, como
um coelho que sai de uma cartola, era a minha amada,
impossível ser outra pessoa, pois só ela quem prepara
um chocolate-quente assim.
logo pude perceber que não estava em um lugar imaginário,
estava em casa, não no presente real
mas no futuro verdadeiro.
Gustavo P. da Silva